presidente do BNDES vira alvo de ação da Polícia Federal

O economista Paulo Rabello de Castro presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Paulo Rabello de Castro, foi alvo nesta quinta (1º) de busca e apreensão da Polícia Federal.

 Ex-presidente do IBGE, Rebello de Castro é crítico da política de juro do governo que participa e em entrevista ao jornalista Roberto D’Ávila, na Globonews, no mês de agosto do ano passado, defendeu que o dinheiro do BNDES seja investido no desenvolvimento do Brasil.

“País nenhum do mundo resolve esses problemas sem investimento. É o investimento que cria o desenvolvimento. É preciso querer desenvolvimento e depois estabelecer metas. A ‘gente’ fica feliz quando se fala que o Brasil vai crescer mais que zero”, disse.

O diabo é que o governo Michel Temer — e a banca privada — tem outros planos para a grana do BNDES, tema já abordado pelo Blog do Esmael:

“O fim da ‘regra de ouro” com a ‘PEC do Assalto’ — tramada numa dessas noites pelo ministro dos Bancos Henrique Meirelles e o presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM) — tiraria a capacidade de investimento do BNDES, transferiria seus ativos aos bancos privados a título de pagamento de juros da dívida interna do governo”, neste espaço no dia 16 de janeiro deste ano.

Quanto à operação da PF batizada de “Pausare” tem o objetivo de investigar desvios no fundo de pensão dos funcionários dos Correios, o Postalis. Serviu mais para “fritar” o presidente desenvolvimentista do BNDES do que para apontar possíveis ilícitos na empresa de classificação de risco SR Rating. Rebello de Castro era sócio da empresa antes assumir o IBGE e o BNDES.

Resumo da ópera: tchurma que está no poder é contra o desenvolvimento do Brasil.

Powered by Facebook Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *